Disciplina - História

Busca Educação

Contexto histórico, autores e obras do Pós-Modernismo e Produções Contemporâneas

O Pós-Modernismo caracteriza-se pela diversidade de obras, na medida que o Brasil e o mundo experimentam inúmeras mudanças, especialmente com o fim da Segunda Guerra Mundial. Depois do fim do conflito entre Eixo e Aliados, o mundo passou a viver com a ameaça da Guerra Fria. No Brasil, esse período foi marcado por uma forte instabilidade política, a democracia pós-getulista foi interrompida por um golpe civil-militar que a historiografia convencionou denominar como golpe militar. Assim, a partir de 1964, as liberdades individuais foram suprimidas, assim como as eleições diretas. Depois de vinte e um anos, o país deixou de ser administrado por militares e a democracia dava sinais de seu retorno. Mas foi apenas em 1989 que ocorreram as primeiras eleições diretas para presidente da República e o Brasil passou a viver a chamada "Nova República" ainda em plena transformação e com suas desigualdades sociais e regionais sob o contexto do mundo globalizado.
O Pós-Modernismo na literatura brasileira consiste num período em que os autores apresentam um amadurecimento, tanto na poesia quanto na prosa.

  • Na prosa destacam-se:

João Guimarães Rosa - autor considerado um bruxo das palavras por apresentar uma linguagem repleta de arcaísmos, neologismo, enfim as mais variadas expressões.


Clarice Lispector - continuou com o intimismo de Cecília Meireles. O principal eixo de sua obra é o questionamento do ser, a pesquisa do ser humano, resultando num romance mais introspectivo.


Dalton Trevisan - retrata a sociedade brasileira por meio da ironia e do sarcasmo.

  • Na poesia destaca-se:
João Cabral de Melo Neto - caracteriza-se pela objetividade na constatação da realidade. Constrói uma poesia calculada, utiliza-se de uma linguagem enxuta e concisa.

Vanguardas poéticas
No cenário nacional dos anos 50, surgiram as vanguardas poéticas chamadas de: poesia concreta; poema-processo; poesia-práxis; poesia social.

Alguns dos poetas que compõe esse quadro são: Haroldo de Campos; Augusto de Campos; Décio Pignatari, Wladimir Dias Pino, Oswald de Andrade, Carlos Drummond de Andrade, Ferreira Gullar, Ronaldo de Azeredo, Reynaldo Jardim, José Lino Grunewald, José Paulo Paes, Pedro Xisto, Edgard Braga, João Cabral de Melo Neto, Ferreira Gullar, Adélia Prado, Mário Quintana, José Paulo Paes, Murilo Mendes.

Produções contemporâneas
Pode-se considerar como produção contemporânea as obras e movimentos surgidos nas últimas décadas. Esse período de acentuado desenvolvimento tecnológico, industrial e cultural, refletiu numa ampla produção na música, no cinema , no teatro, na literatura enfim, nas artes de um modo geral.

Alguns Autores desse período na literatura
João Cabral de Melo Neto; Adélia Prado; Mario Quintana; Ferreira Gular; José Paulo Paes; Manoel de Barros; Antônio Callado; Josué Montello; José Candido de Carvalho; João Ubaldo Ribeiro; Ana Miranda; Rubem Fonseca; Fernando Sabino; Luis Fernando Veríssimo; Rachel de Queiroz; Carlos Heitor Cony; entre outros.
Recomendar esta página via e-mail: