Disciplina - História

Sugestão de Leitura II

Fernand Braudel e as Ciências Humanas


AGUIRRE ROJAS, Carlos Antonio.
Londrina: Eduel, 2013

Uma obra histórica e historiográfica de proporções consideráveis, além de constituir o núcleo do legado intelectual braudeliano, é também uma obra complexa. Ela contém uma visão muito particular de mundo e da história e compreende vários campos problemáticos, desenvolvendo-se dentro de diversas teorias e modelos teóricos, que se articulam a partir de certas perspectivas metodológicas e linhas de aproximação crítica. Uma obra que requer um trabalho paciente e rigoroso para ser bem assimilada. Isso talvez explique, diante da ampla popularidade dos termos braudelianos e para além dela, a queixa legítima de seu autor em relação a não compreensão de sua mensagem. (Fonte: Editora da Universidade Estadual de Londrina)
Palavras-chave: Fernand Braudel. História. Historiografia.
Acesse a obra completa


Música em Debate: Perspectivas Interdisciplinares


ARAÚJO, Samuel; CAMBRIA, Vincenzo Cambria; PAZ, Gaspar
Editora Mauad, 2008

O conhecimento humano acerca e a partir da música tem se apoiado em profícuo e incessante diálogo interdisciplinar, em que convivem e eventualmente estranham-se perspectivas científicas, humanísticas e artísticas, além de visões de mundo constituídas longe dos muros acadêmicos. É objetivo deste volume contribuir para esta discussão, reunindo as intervenções – de pesquisadores nos campos da etnomusicologia, antropologia, musicologia, poética, direito e sociologia, bem como de músicos e gestores culturais – feitas durante as três primeiras edições (2002-2004) da série temática Música em Debate, promovida anualmente pelo Laboratório de Etnomusicologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. (Fonte: Livraria da Travessa)
Palavras-chave: Etnomusicologia. Antropologia. Música. Pesquisa.


História social da criança e da família


ARIES, Philippe
Editora Editora LTC, 2000

O livro traz os seguintes temas: Sentimento da infância; As idades da vida; A descoberta da infância; O traje das crianças; Pequena contribuição à história dos jogos e brincadeiras; Do despudor à inocência; Os dois sentimentos da infância; A vida escolástica; Jovens e velhos escolares da Idade Média; Uma instituição nova; O colégio; Origens das classes escolares; As idades dos alunos; Os progressos da disciplina; Família e sociabilidade.
Palavras-chave: Historiografia. Família. Relações de gênero. Infância.


História da vida privada: da Renascença ao Século das Luzes


ARIES, Philippe; CHARIER, Roger (Org.).
Editora Companhia das Letras, 2001.

Divido em três partes (Figuras da modernidade, Formas de privatização e A comunidade, o estado e a família), o volume oferece um quadro abrangente, mas de enorme detalhamento e variedade, de um dos períodos cruciais na história do Ocidente - da Renascença ao chamado Século das Luzes. (Fonte: Livraria Cultura)
Palavras-chave: Historiografia. Modernidade. Estado. Família. Artes. Público. Privado.


História Geral da África: África do século XIX à Década de 1880


AJAYI, J. F. Ade (Ed.)
Editora Unesco, 2010. v. 6.

Um dos projetos editoriais mais importantes da Unesco nos últimos 30 anos, a coleção História Geral da África é um grande marco no processo de reconhecimento do patrimônio cultural da África, pois ela permite compreender o desenvolvimento histórico dos povos africanos e sua relação com outras civilizações a partir de uma visão panorâmica, diacrônica e objetiva, obtida de dentro do continente. (Fonte: Unesco)
Palavras-chave: História. História contemporânea. História africana. Culturas africanas.
Acesse a obra completa


Marxismo e Filosofia da Linguagem


BAKHTIN, Mikhail
Editora Editora Hucitec, 2000

Publicado na Rússia em 1929, este livro se tornou um clássico. Nele, Bakhtin desenvolveu uma filosofia da linguagem de fundamento marxista, mas sem as limitações das ortodoxias oficiais da época. A natureza ideológica do signo linguístico, o dinamismo próprio de suas significações, a alteridade que lhe é constitutiva, o signo como arena da luta de classes, as críticas a Saussure são alguns de seus temas. (Fonte: Livraria Cultura)
Palavras-chave: Alteridade. Liguagem. Marxismo. Relações de poder.


O Campo da História: Especialidades e Abordagens


BARROS, José D. 
Editora Vozes, 2004

O objetivo deste livro consiste em apresentar ao leitor, de maneira clara, os vários campos e modalidades em que a História se divide na atualidade. O livro se propõe a empreender um balanço sistemático do que é a História hoje, com suas várias modalidades, domínios e abordagens.
Palavras-chave: Historiografia. Annales. Nova História. Micro-história.


História Geral da África: África sob Dominação Colonial, 1880-1935


BOAHEN, Albert Adu (Ed.)
Editora Unesco, 2010. v. 7.

Um dos projetos editoriais mais importantes da Unesco nos últimos 30 anos, a coleção História Geral da África é um grande marco no processo de reconhecimento do patrimônio cultural da África, pois ela permite compreender o desenvolvimento histórico dos povos africanos e sua relação com outras civilizações a partir de uma visão panorâmica, diacrônica e objetiva, obtida de dentro do continente. (Fonte: Unesco)
Palavras-chave: História. História contemporânea. História africana. Culturas africanas. Colonialismo. Resistência.
Acesse a obra completa


Inscrever e Apagar: Cultura, Escrita e Literatura


CHARTIER, Roger.
Editora Unesp, 2007

São as múltiplas relações entre inscrição e esquecimento, entre traços duráveis e escritas efêmeras, que este livro deseja elucidar, detendo-se na forma segundo a qual essas relações foram registradas por algumas obras literárias, de diferentes gêneros, lugares e tempos. Ao não dissociar a análise das significações simbólicas daquela das formas materiais que as transmitem, tal abordagem questiona profundamente a divisão que separou, por muito tempo, as ciências da interpretação e da descrição. (Fonte: Editora Unesp)
Palavras-chave: Historiografia. Fontes históricas. Literatura. Nova história cultural.


História dos Índios no Brasil


CUNHA, Manuela C. da (Org.).
Editora Companhia das Letras, 1992.

A obra reúne 27 colaboradores, entre especialistas brasileiros e do exterior, que atuam em diferentes áreas de pesquisa, como antropologia, história, arqueologia e linguística. A coletânea oferece ao grande público a oportunidade de ter acesso às principais questões ligadas à presença dos povos indígenas no Brasil, como, por exemplo, as novas teorias sobre a origem do homem americano. (Fonte: Livraria Cultura)
Palavras-chave: Antropologia. Contato interétnico. Grupos indígenas. História.


O Grande Massacre de Gatos e Outros Episódios da História Cultural Francesa


DARNTON, Robert.
Editora Graal, 2000.

O grande palco do Iluminismo, a França do século XVIII, é redescoberto neste livro. O autor faz uma verdadeira peregrinação pelos arquivos do Antigo Regime para descobrir, e interpretar de forma brilhante, rituais obscuros, provérbios ou mesmo piadas, mostrando um novo ponto de vista e de partida para a história francesa. O texto permite ao leitor uma fascinante viagem pela mente de camponeses e artesãos desaparecidos há dois séculos.
Palavras-chave: Historiografia. Annales. Nova História. Micro-história.


História e Ciências Sociais


DOSSE, François
Editora Edusc, 2008.

A obra História e Ciências Sociais traça o perfil intelectual de seu autor, que apresenta como sua leitura do mundo foi fortemente marcada pela evolução do próprio mundo. François Dosse apresenta aqui a sua concepção a respeito da "história intelectual" e propõe uma construção em torno de três planos distintos - Escolas, Paradigmas, Biografias -, cujo estudo sistemático pode pressagiar uma nova história intelectual que recusa toda forma de reducionismo. (Fonte: Livraria Cultura)
Palavras-chave: História. Ciências sociais. Historiografia.


Guerreiros e Camponeses: Os Primórdios do Crescimento Econômico Europeu Séculos VII-XII


DUBY, Georges
Editora Estampa, 1993.

Para o período de que trata 'Guerreiros e Camponeses' existem poucos números ou quantificação, mas, quando utiliza as técnicas do economista ou do antropologista, Georges Duby mantém-se fiel ao mister de historiador, relacionando tudo com a humanidade do período que estuda. (Fonte: Livraria Cultura)
Palavras-chave: Antropologia. Demografia. Historiografia. Idade Média.


O Ano Mil


DUBY, Georges
Edições 70, 1993.

Um povo aterrorizado pela iminência do fim do mundo - no espírito de muitas pessoas, esta imagem do Ano Mil ainda hoje permanece viva, o que prova que os esquemas milenaristas ainda não perderam completamente na nossa época o seu poder de sedução na consciência colectiva. Servindo-se de uma abundante e vastíssima documentação, o autor procura reconstituir neste livro um quadro suficientemente amplo do ano 1000, nos seus aspectos mais característicos. (Fonte: Livraria Cultura)
Palavras-chave: Idade Média. Europa. Milenarismo. Misticismo.


História Geral da África: África do Século VII ao XIV


FASI, Mohammed El; HRBEK, I. (Ed.).
Editora Unesco, 2010. v. 3.

Um dos projetos editoriais mais importantes da Unesco nos últimos 30 anos, a coleção História Geral da África é um grande marco no processo de reconhecimento do patrimônio cultural da África, pois ela permite compreender o desenvolvimento histórico dos povos africanos e sua relação com outras civilizações a partir de uma visão panorâmica, diacrônica e objetiva, obtida de dentro do continente. (Fonte: Unesco)
Palavras-chave: História. História medieval. História africana. Culturas africanas. Islã.
Acesse a obra completa


João Goulart: Entre a Memória e a História


FERREIRA, Marieta de M.
Editora FGV, 2006.

A figura e o governo de João Goulart têm ocupado um lugar secundário na literatura sobre o golpe militar de 1964. Os principais impasses de seu governo, seu papel no momento do golpe e sua atuação no exílio permanecem obscuros, sem merecer maior atenção de estudiosos e pesquisadores. Esta coletânea é uma excelente oportunidade de começar a conhecer Jango, o personagem político, compreendendo melhor não só seu tempo e seus problemas, mas as questões do Brasil de hoje. (Fonte: Livraria Cultura)
Palavras-chave: História. Historiografia. Memória. Política.


Microfísica do Poder


FOUCAULT, Michel.
Editora Graal, 2004.

A medicina, a psiquiatria, a justiça, a geografia, o corpo, a sexualidade, o papel dos intelectuais, o Estado, são analisados por Foucault em vários artigos, entrevistas e conferências reunidos neste livro. Todos os textos têm como tema central a questão do poder nas sociedades capitalistas - a sua natureza, seu exercício em instituições, sua relação com a produção da verdade e as resistências que suscita. (Fonte: Livraria Cultura)
Palavras-chave: Investigação científica. Relações de poder. Objetividade. Subjetividade.


O Arcaísmo como Projeto


FRAGOSO, João; FLORENTINO, Manolo.
Editora Civilização Brasiliera, 2001.

A obra propõe que na passagem do século XVIII para o seguinte (que chamamos aqui de período colonial tardio), os estabelecimentos rurais da colônia, ao não demandarem altos investimentos iniciais, podiam ser expropriados de parcela expressiva de seu excedente pelo capital mercantil e usurário, sem que disso derivasse o seu desaparecimento.
Palavras-chave: Relações de poder. Sistema colonial. Capitalismo.


O Diário de Anne Frank


FRANK, Anne.
Rio de Janeiro: Record, 2003.

Publicado originalmente em 1947, O Diário de Anne Frank já foi lido por milhões de pessoas em todo o mundo. Esta edição, porém, traz pela primeira vez a íntegra dos escritos de Anne, com todos os trechos e anotações que o pai da menina cortou para lançar a versão conhecida do livro. É comovente descobrir que, no contexto tenebroso do nazismo e da guerra, ela viveu problemas e conflitos de uma adolescente de qualquer tempo e lugar. Neste volume, o leitor acompanha o desabrochar da sexualidade de Anne, surpreende-se com a relação conflituosa que a jovem tinha com a mãe e se emociona com sua admiração sem reservas pelo pai. Anne registrou admiravelmente a catástrofe que foi a Segunda Guerra Mundial. Seu diário está sempre entre os documentos mais duradouros produzidos neste século, mas é também uma narrativa terna e incomparável, que revela a força indestrutível do espírito humano. (Fonte: Livraria da Travessa)
Palavras-chave: Biografia. Holocausto. Nazismo. Segunda Guerra Mundial.
Sugestão de Marilise dos Passos Mordhorst (Piraquara - Paraná)


História Social do Jazz


HOBSBAWM, Eric J.
Editora Paz e Terra, 2008.

Escrito pelo historiador Eric Hobsbawm, o livro se propõe a alcançar dois objetivos - primeiro o de examinar o jazz, um dos fenômenos mais significativos da cultura mundial do século XX, a partir de um ponto de vista histórico. O autor rastreou suas raízes sociais e históricas, analisou a sua estrutura econômica, seu corpo de músicos, a natureza de seu público, e as razões para seu apelo, tanto nos EUA quanto em outros lugares. Em segundo lugar, o livro se propõe a fornecer uma introdução ao jazz. (Fonte: Livraria Cultura)
Palavras-chave: Historiografia. Arte. Jazz. Música.


História Geral da África: Metodologia e Pré-História da África


KI-ZERBO, Joseph (Ed.).
Editora Unesco, 2010. v. 1.

Um dos projetos editoriais mais importantes da Unesco nos últimos 30 anos, a coleção História Geral da África é um grande marco no processo de reconhecimento do patrimônio cultural da África, pois ela permite compreender o desenvolvimento histórico dos povos africanos e sua relação com outras civilizações a partir de uma visão panorâmica, diacrônica e objetiva, obtida de dentro do continente. (Fonte: Unesco)
Palavras-chave: Arqueologia. História. Pré-história. Historiografia. Métodos históricos. Tradição oral.
Acesse a obra completa


O Carnaval de Romans: da Candelária à Quarta-Feira De Cinzas - 1579-1580


LADURIE, Emmanuel le Roy.
Editora Companhia das Letras, 2002.

A obra de Ladurie analisa um momento histórico crucial para se entender a fundação da modernidade - que se dá com a ascensão da burguesia - e as transformações sociais que levariam à Revolução Francesa, dois séculos depois. O autor começou sua pesquisa com a intenção de escrever uma história da cidade de Romans. (Fonte: Livraria Cultura)
Palavras-chave: Historiografia. Modernidade. Nova História Cultural.


História e Memória


LE GOFF, Jacques.
Editora Unicamp, 2003.

Reconstrói a evolução do conceito de história, indagando e confrontando as etapas dessa contínua pesquisa sobre a vida do homem, suas relações com o ambiente, os eventos e sua diferente temporalidade. O resultado constitui uma nova perspectiva para as principais questões da historiografia contemporânea. (Fonte: Disponível na Biblioteca do professor)
Palavras-chave: Historiografia. História. Nova história cultural.


O 18 Brumário de Luis Bonaparte


MARX, Karl.
Editora Escriba, 1968

Nesta obra historiográfica, Marx examina, pela perspectiva do materialismo histórico, o golpe de Estado do 18 Brumário, a partir do qual se inicia a ditadura de Napoleão III na França. Revela os fatores políticos, ideológicos, institucionais e até mesmo psicológicos dos atores sociais que protagonizaram esses acontecimentos, desvelando as conexões existentes nos fatos tornados visíveis sob a luz da tese da luta de classes.
Palavras-chave: 18 Brumário. Historiografia. Materialismo histórico. Marx.


Manifesto do Partido Comunista


MARX, Karl; ENGELS, Friedrich.
Editora L&PM Pocket, 2001.

Manifesto do Partido Comunista  foi publicado em 1848 e transformou o mundo e suas relações. A luta de classes foi declarada o motor da história e do progresso da humanidade. O 'Manifesto' pregava a destruição da ordem burguesa e todo o poder aos excluídos. Perpetrado como um hino a uma utopia coletivista e humanitária, este texto modificou a história. (Fonte: Livraria Cultura)
Palavras-chave: Comunismo. Marxismo. Movimentos sociais. Política.


Militarização da Burocracia: a participação Militar na Administração Federal


MATHIAS, Suzeley Kalil.
Editora Unesp – Fapesp. 2004.

Livro que enfoca parte importante da militarização da burocracia, com a influência direta das Forças Armadas em instâncias estatais de natureza civil. Expressa o destaque de tais áreas, a perspectiva gerencial e política de alguns setores militares sobre assuntos relevantes, nos quais reconheciam valor estratégico para o desenvolvimento do Estado. A autora revela meandros da administração pública nesses dois Ministérios, durante um período de 27 anos.
Palavras-chave: Burocracia. Forças armadas. Estado. Militarização.
Acesse a obra completa


História Geral da África: África desde 1935


MAZRUI, Ali A.; WONDJI, Christophe (Ed.).
Editora Unesco, 2010. v. 8.

Um dos projetos editoriais mais importantes da Unesco nos últimos 30 anos, a coleção História Geral da África é um grande marco no processo de reconhecimento do patrimônio cultural da África, pois ela permite compreender o desenvolvimento histórico dos povos africanos e sua relação com outras civilizações a partir de uma visão panorâmica, diacrônica e objetiva, obtida de dentro do continente. (Fonte: Unesco)
Palavras-chave: História. História contemporânea. História africana. Culturas africanas.
Acesse a obra completa


O Capitalismo Tardio


MELLO, João Manuel C. de.
Editora Unesp, 2001.

Para tratar das relações entre as transformações econômicas e as mutações na sociabilidade, manifestas na dura vida cotidiana e na precária privacidade, distinguimos os momentos significativos que se estendem do pós-guerra aos nossos dias.
Palavras-chave: Relações de poder. Relações de trabalho. Capitalismo. Economia.


História Geral da África: África Antiga


MOKHTAR, Gamal (Ed.).
Editora Unesco, 2010. v. 2.

Um dos projetos editoriais mais importantes da Unesco nos últimos 30 anos, a coleção História Geral da África é um grande marco no processo de reconhecimento do patrimônio cultural da África, pois ela permite compreender o desenvolvimento histórico dos povos africanos e sua relação com outras civilizações a partir de uma visão panorâmica, diacrônica e objetiva, obtida de dentro do continente. (Fonte: Unesco)
Palavras-chave: História. História antiga. História africana. Culturas africanas.
Acesse a obra completa


História & Música


NAPOLITANO, Marcos. 
Editora Autêntica, 2002.

O Brasil é, sem dúvida, uma das grandes usinas sonoras do planeta e um lugar privilegiado não apenas para ouvir música, mas também para pensar a música. Tem sido a intérprete de dilemas nacionais e veículo de utopias sociais; canta o futebol, o amor, a dor, um cantinho e um violão. Apoiado em sólidas bases teóricas, Marcos Napolitano faz uma análise histórica das diversas vertentes musicais e culturais que construíram a música popular brasileira, em suas diversas formas, gêneros e estilos. (Fonte: Editora Autêntica)
Palavras-chave: Ensino. História. Música. MPB. Tropicália.


História Geral da África: África do Século XII ao XVI


NIANE, Djibril Tamsir (Ed.).
Editora Unesco, 2010. v. 4.

Um dos projetos editoriais mais importantes da Unesco nos últimos 30 anos, a coleção História Geral da África é um grande marco no processo de reconhecimento do patrimônio cultural da África, pois ela permite compreender o desenvolvimento histórico dos povos africanos e sua relação com outras civilizações a partir de uma visão panorâmica, diacrônica e objetiva, obtida de dentro do continente. (Fonte: Unesco)
Palavras-chave: História. História medieval. História africana. Culturas africanas.
Acesse a obra completa


História da Vida Privada no Brasil: Contrastes da Intimidade Contemporânea


NOVAIS, Fernando; SCHWARCZ, Lilia M. (Org.).
Editora Companhia das Letras, 1998.

Este volume encerra a coleção História da vida privada no Brasil. Com o subtítulo "Contrastes da intimidade contemporânea", esta coletânea investiga certos contornos que o Brasil adquiriu a partir de 1930. Acompanhados de farto material iconográfico e refletindo a interdisciplinaridade da equipe, são 12 ensaios que exploram temas como violência, imigração, relações entre política e vida privada, entre outros. (Fonte: Livraria Cultura)
Palavras-chave: Historiografia. Brasil. República. Fontes históricas.


História Geral da África: África do Século XVI ao XVIII


OGOT, Bethwell Allan (Ed.).
Editora Unesco, 2010. v. 5.

Um dos projetos editoriais mais importantes da Unesco nos últimos 30 anos, a coleção História Geral da África é um grande marco no processo de reconhecimento do patrimônio cultural da África, pois ela permite compreender o desenvolvimento histórico dos povos africanos e sua relação com outras civilizações a partir de uma visão panorâmica, diacrônica e objetiva, obtida de dentro do continente. (Fonte: Unesco)
Palavras-chave: História. História medieval. História africana. Culturas africanas.
Acesse a obra completa


História e Audiovisual no Brasil do Século XXI


OLIVEIRA, Dennison (Coord.). 
Juruá Editora, 2011.

A análise e interpretação dos produtos audiovisuais é uma obrigação que se impõem a uma série de profissionais, em especial aos professores, tanto da Educação Básica quanto Superior. De uma postura ingênua e meramente ilustrativa na qual o uso do filme em sala de aula servia para mostrar como a História "realmente" aconteceu, passou-se em tempos recentes a tomar o audiovisual como aquilo que ele de fato é: apenas e tão somente uma dentre tantas representações possíveis da História. O desafio legado por essa abordagem é problematizar, contextualizar, analisar e, lógico, criticar o audiovisual. (Fonte: Editora Juruá)
Palavras-chave: Cinema. Ensino. Audiovisual. História.


Memória, Museu e História: Centenário de Max Wolff Filho e o Museu do Expedicionário


OLIVEIRA, Dennison de (Org.).
Rio de Janeiro: Centro de Estudos e Pesquisas de História Militar do Exército, 2012.

Esta obra apresenta os principais resultados de atividades de extensão universitárias, nas quais estiveram envolvidas a Universidade Federal do Paraná (UFPR), na pessoa do Prof. Dr. Dennison de Oliveira, do Departamento de História (DEHIS), e o Centro de Estudos e Pesquisas de História Militar do Exército (CEPHiMEX), na pessoa do seu chefe, General de Brigada R1 Márcio Tadeu Bettega Bergo e do Coronel R1 Cláudio Skora Rosty, Chefe da Seção de Pesquisa Histórica.
Palavras-chave: Museu do Expedicionário. Memória. História. Exército.
Acesse a obra completa



Recomendar esta página via e-mail: